F C
Quando eu nasci a minha mãe não tinha leite
F
Fui criado como um bezerro enjeitado.
C
Mamei em vacas, em tudo o que tinha peito
F
Cresci assim desse jeito, fiquei mal habituado.
C
Hoje sou homem arranjei uma cabritinha
F
E passo o dia a mamar nos peitinhos da fofinha.

Refrão

F C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Mamo à hora que eu quero porque a cabrita é minha!

F C
A cabritinha gosta de boa comida
F
Boa cama e boa vida, adora luxo e o bem-estar.
C
Ela adivinha a hora que eu chego a casa
F
E vai logo preparar os peitinhos para eu mamar.

Refrão

F C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Mamo à hora que eu quero porque a cabrita é minha!

F C F C F

F C
Quando eu nasci a minha mãe não tinha leite
F
Fui criado como um bezerro enjeitado.
C
Mamei em vacas, em tudo o que tinha peito
F
Cresci assim desse jeito, fiquei mal habituado.
C
Hoje sou homem arranjei uma cabritinha
F
E passo o dia a mamar nos peitinhos da fofinha.

Refrão

F C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Mamo à hora que eu quero porque a cabrita é minha!

F C F C F

Refrão

F C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
C
Eu gosto de mamar nos peitos da Cabritinha!
F
Mamo à hora que eu quero porque a cabrita é minha!

Adicionado por

Rui Alves

PARTILHAR

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

PUBLICIDADE

VIDEO