CIFRA

Intro: Am F C G

 Solo:

e|---0---0-3-5-7-----3-5-7-5--3-2-0---0-5-0----|---0---0-3-5-7-----12-10-7-5--3-2-0---0-5-0----|
B|---------------------------------------------|-----------------------------------------------|
G|---------------------------------------------|-----------------------------------------------|
D|---------------------------------------------|-----------------------------------------------|
A|---------------------------------------------|-----------------------------------------------|
E|---------------------------------------------|-----------------------------------------------|

.                           Em
Eu te disse que eu era inocente baby,
.                      G
e não era esse homem que dizias ser,
D                                    A
mas o teu ciúme no teu ouvido pôs algodão.
.                           Em
Eu te disse que te amava e tu sem noção,
.                                G
eu fui chamado burro por dançar a tua canção,
.                           D                               A
mas não me importei e me dediquei de coração…

.                        Em
E do resto do mundo eu não quis saber,
.               G                                                          D                              A
fiz-te meu mundo e tudo fiz para ver, nem que fosse um sorriso em ti já estava bom…
.                       Em
Meu telefone e e-mail’s tu tinhas o PIN,
.                     G                                                     D                         A
dei-te mil motivos p’ra confiares em mim, mas nada disso foi suficiente p’ra ti…

Refrão

.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber de beijos),
.           G
não me toca, (não quero saber de abraços),
.           D                                           A
não me toca, (não quero saber do teu amor)…
.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber se faz tão bem),
.            G
não me toca, (não quero saber se faz tão mal),
.            D                                          A
não me toca, mas p’ra ti sou sempre o vilão ao…
(Am F C G)

  
.                           Em
Eu te disse que eu era inocente baby,
.                      G
e não era esse homem que dizias ser,
D                                    A
mas o teu ciúme no teu ouvido pôs algodão.

.                           Em
Eu te disse que te amava e tu sem noção,
.                                G
eu fui chamado burro por dançar a tua canção,
.                           D                               A
mas não me importei e me dediquei de coração…

.                        Em
E do resto do mundo eu não quis saber,
.               G                                                          D                              A
fiz-te meu mundo e tudo fiz para ver, nem que fosse um sorriso em ti já estava bom…
.                       Em
Meu telefone e e-mail’s tu tinhas o PIN,
.                     G                                                     D                         A
dei-te mil motivos p’ra confiares em mim, mas nada disso foi suficiente p’ra ti…

Refrão

.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber de beijos),
.           G
não me toca, (não quero saber de abraços),
.           D                                           A
não me toca, (não quero saber do teu amor)…
.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber se faz tão bem),
.            G
não me toca, (não quero saber se faz tão mal),
.            D                                          A
não me toca, mas p’ra ti sou sempre o vilão ao…
 

(Deixa ir, deixa ir, deixa ir) em paz, pois eu preciso respirar novos ares por aí baby, (deixa ir, deixa ir, deixa ir), pois não foi falta de aviso, não foi falta de aviso…

Refrão

.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber de beijos),
.           G
não me toca, (não quero saber de abraços),
.           D                                           A
não me toca, (não quero saber do teu amor)…
.                              Em
Então agora não me toca, (não quero saber se faz tão bem),
.            G
não me toca, (não quero saber se faz tão mal),
.            D                                          A
não me toca, mas p’ra ti sou sempre o vilão ao…
 
  (Em G D A)
O amor que eu te dei agora vejo que foi em vão, tudo foi em vão ao…
O amor que eu te dei agora vejo que foi em vão, tudo foi em vão ao….
O carinho que eu te dei, todo aquele mimo que eu te dei,
todo o amor que eu te dei, eu agora vejo que foi em vão, em vão, ao….

Deixa ir, deixa ir, deixa ir (4x)

Adicionado por

Rui Alves

PARTILHAR

O seu endereço de email não será publicado.

PUBLICIDADE

VIDEO