Morreu o músico e cantor português, Pedro Barroso, aos 69 anos, durante a madrugada de terça-feira, 17 de março. O artista já se encontrava num processo de fase terminal da doença, há cerca de uma semana.




Para além de ter sido professor de educação física, Pedro Barroso esteve em diversas áreas como rádio, teatro, pintura e literatura. Contudo, foi aos 19 anos, em 1960, que se começou por revelar enquanto músico e cantor no programa Zip-Zip, da RTP.

 

No início dos anos 70, o vencedor de uma Medalha de Honra da Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) editou o seu primeiro disco – um mini-álbum (EP) chamado “Trova-dor”. O primeiro álbum completo, “Lutas Velhas, Canto Novo”, surgiu em 1976. Uma das suas obras mais conhecidas apareceu em 1980, aquando a gravação da canção “Menina dos Olhos d’Água”, que incluiu no álbum “Roupas de Pátria Roupas de Mulher”.

 

Pedro Barroso era um artista que se intitulava como “poeta de canções”, sendo que afirmava não ser um autor de música popular por opção: “durante anos era forçado pelas editoras a fazê-la e fazia”.

 

Muitas figuras públicas têm demonstrado a sua tristeza com a notícia, entre elas, o Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, a cantora Simone de oliveira e o ator Ruy de Carvalho.

 

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, em mensagem no site da Presidência da República

 

 

Ministra da Cultura, Graça Fonseca, em comunicado ao Observador:

“Membro de uma geração única da música portuguesa, que transformou a canção em protesto, manifesto, pensamento e transformação social, Pedro Barroso ensinou-nos que a resistência de um povo também se cria a cantar.”

 

Simone de Oliveira em comunicado à Lusa:

“O Pedro foi um homem da palavra e da música que este país, infelizmente, conheceu mal. Convivi com ele, estivemos para fazer um projeto juntos que fomos adiando devido às nossas vidas”

 

Ruy de Carvalho, através do facebook:

 

 

Foto de destaque via atelevisão




Adicionado por

Beatriz Alves

PARTILHAR

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *